©2019 by Vinho e Gastronomia. Proudly created with Wix.com

  • Guto Martinez

2016 é Vintage no Porto

Primeiro, foi a Quinta do Noval a declarar, e em seguida, a poderosa Symington (que inclui as marcas Dow's e Graham's) que fez o anúncio, seguida de Kopke, Burmester, Cálem e Barros (todas da Sogevinus Fine Wines): o ano de 2016 foi de qualidade excepcional, o suficiente para que fosse amplamente declarada uma colheita Vintage.


No caso da Quinta do Noval, o Diretor Geral Christian Seely declarou à publicação "Decanter" que os cortes individuais foram excelentes, e o blend final deverá ser histórico para a casa.


O anúncio vem na sequência de uma boa colheita já em 2015, na qual algumas casas (como a Cockburn) já haviam declarado ser um ano Vintage, mas 2016 se mostrou ainda melhor.

A declaração é normalmente feita por volta do dia 23 de abril - dia de São Jorge, patrono da Inglaterra, o que mostra os laços íntimos dos produtores locais com a nação britânica, o que é fácil de observar quando vemos os nomes de diversas casas tradicionais de vinho do Porto.


A evolução de vinhos Vintage pode ultrapassar os 50 anos, nos quais cada estágio mostra características únicas, sempre atraentes. O Instituto do Vinho do Porto destaca a evolução, desde o rubi intenso e frutado da primeira década, aos tons granada e de frutos maduros, até chegar ao âmbar de frutos secos mais discretos da evolução.


Para os apreciadores, a declaração é uma ótima notícia, que permite adquirir as garrafas da colheita enquanto ainda são mais novas (e com preços mais atraentes), podendo guardar por diversos anos, aproveitando o envelhecimento em garrafa que ocorre nesta categoria especial.


A venda dos vinhos ao consumidor deverá ocorrer apenas no último trimestre do ano, conforme anunciado na mídia portuguesa. No Brasil, é possível adquirir os vinhos da Symington no site da importadora Mistral, portanto fique alerta para a colheita 2016 do produtor!

2 visualizações