©2019 by Vinho e Gastronomia. Proudly created with Wix.com

  • Guto Martinez

Cono Sur: o Novíssimo Mundo

Vinícola marca o passo da inovação no Chile Uma jovem vinícola chilena tem chamado a atenção com uma produção que prima tanto pela qualidade quanto pela aplicação dos conceitos mais modernos de sustentabilidade: trata-se da Cono Sur, que aos 22 anos já é uma das dez marcas de vinho mais valiosas do mundo. Com um lema voltado à inovação, qualidade e respeito ao meio ambiente, a Cono Sur conseguiu o feito de ter o Pinot Noir mais vendido no Reino Unido com a sua linha Bicicleta, que acabou se tornando o símbolo da vinícola - curiosamente, o nome surgiu do meio de transporte mais utilizado pelos funcionários que trabalham em seus vinhedos. O trabalho nos campos da Cono Sur, aliás, é feito de maneira a garantir a qualidade atual e futura de suas terras e vinhas, através do manejo sustentável e integrado de maneira orgânica. Aliás, embora apenas 40% dos vinhedos tenham essa certificação, a Cono Sur utiliza o mesmo procedimento em toda a sua produção, que já atinge 5 milhões de garrafas por ano apenas da variedade Pinot Noir, o que a torna a maior produtora mundial. O resultado de tanto cuidado é notável na expressividade dos vinhos, que trazem as melhores características da uva e do terroir em que são plantadas, dentro dos conceitos de cada linha de vinhos produzidos. Por exemplo, os vinhos da linha Bicicleta têm sempre uma notável jovialidade, equilíbrio e correção, podendo ser vistos como um padrão da categoria. Tanto que seu Silencio foi considerado o melhor Cabernet Sauvignon chileno pelo guia Descorchados em 2015, além de atingir 98 pontos na edição de 2016 do guia, a máxima obtida pelo vinho. Outro de seus vinhos é já um cultuado Pinot Noir: trata-se do Ocio, que já se tornou o ícone da vinícola e representa muito bem o atual momento da produção chilena, por se tratar de um meio caminho entre o Novo Mundo e o Velho Mundo do vinho: cheio de vivacidade e com uma qualidade irretocável. Com tantos predicados, a Cono Sur pode ser vista como a síntese do salto em qualidade que a produção vinícola chilena tem passado, mas sem esquecer de agradar o consumidor da melhor maneira possível: mantendo a acessibilidade para que o consumidor comprove por si mesmo o resultado desse trabalho. Notas de Degustação Bicicleta Gewürztraminer 2014 Uma bela expressão dessa uva na América do Sul, tem notas florais (flor de laranjeira) e de frutas brancas, com predominância de lichia. Boca com um agradável teor de açúcar, excelente acidez, refrescante e muito bem-acabado. Excelente opção para os amantes da variedade. Reserva Especial Sauvignon Blanc 2013 Um vinho muito fresco, é notável o chamado crisp (refrescância e vivacidade). Herbacidade marcante (aspargos, grama, pimentão), com notas florais e toque animal típico da uva. A boca é bastante austera, com acidez controlada, mas bem presente, sendo ainda levemente mineral e com um distinto final cítrico. Recebeu 92 pontos no Descorchados 2014. Reserva Especial Pinot Noir 2014 Um vinho com um belo rubi violáceo, este vinho de médio corpo tem aromas muito agradáveis de frutas negras (mirtilo e amora negra), violetas e um toque de funghi. A boca apresenta, desde a primeira sensação, um toque marcante de frutas levemente defumado. Com acidez gastronômica, possui persistência média a prolongada, e se mostra bastante equilibrado. Um vinho simples e muito redondo, perfeito para agradar aos fãs dessa uva. Single Vineyard Carmenère 2011 Um vinho que mostra bastante a semelhança entre a Carmenère e a Merlot devido ao manejo muito correto da uva, este vinho é bastante frutado, com especiarias intensas (cravo e anis), tabaco, com um toque de resina e herbacidade no fundo. Um vinho com boa acidez, boa persistência, taninos bem maduros e finos, além de uma agradável picância. Muito equilibrado e redondo. 20 Barrels Limited Edition Cabernet Sauvignon 2012 Este é um Cabernet bastante intenso, com aromas bastante intensos de frutos negros, couro e nanquim. A boca é bastante potente e notavelmente picante, com sabores levemente frutados, e taninos bem marcantes e maduros. Encorpado e rico, um belo vinho que ainda está jovem, mas com um futuro promissor à frente! Merecedor dos 95 pontos no Descorchados 2011 e 93 pontos no Wine Spirits 2011. Ocio Pinot Noir 2012 Uma boa forma de descrever este vinho é que ele demonstra a transição dos Pinot Noir de velho para novo mundo, trazendo toda a gama de frutas negras normalmente encontradas na América do Sul, mas também aromas comuns aos similares da Borgonha, tais como humus, estrebaria e especiarias, se mostrando um vinho bastante complexo. Sempre generoso e elegante, os taninos se mostram muito aveludados, a boca é frutada na medida certa, acompanhada de boa acidez. O produtor indica um potencial de guarda de 10 a 12 anos, ou mais. O ícone da Vinícola, este é sem dúvida um maravilhoso Pinot Noir! Recebeu o Ouro no Korea Wine Challenge 2013, 95 pontos no Descorchados e 95 pontos por Robert Parker na sua última safra.

7 visualizações