• Guto Martinez

Cachaça and Wine Trade Fair começa hoje em SP

Evento voltado ao B2B marca a volta das feiras presenciais sem abandonar o digital




Após o longo período de ausência, o setor de feiras e eventos volta hoje com a Cachaça and Wine Trade Fair no Centro de Convenções do Anhembi, em São Paulo.


Com três dias marcados pela participação de diversos profissionais nos painéis a serem realizados durante a Feira, o foco central será em sustentabilidade, sem esquecer do potencial a ser explorado pelos produtores brasileiros.


inicialmente como um balcão de negócios, a organização da Feira busca também ser um espaço onde toda a cadeia produtiva possa discutir o setor, incluindo governo e centros de disseminação do ensino, para que o impacto seja o mais positivo possível. os maiores desafios, está o de colocar o produto brasileiro em destaque no mercado internacional. Como exemplo, a cachaça é o terceiro destilado mais consumido do mundo, mas apenas 2% do total é exportado, indicando uma imensa concentração nacional. Jairo Martins, Membro da Câmara Setorial da Cachaça, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), do IBRAC - Instituto Brasileiro da Cachaça, indica como um dos pontos de gargalo que evitam essa presença internacional a falta de organização do passado, algo que a IBREC vem se organizando para reverter, assumindo o compromisso de exportar juntos.


Na contramão da busca de consolidação da qualidade dos produtores de cachaça, o vinho busca aumentar sua base de consumo sem perder a aura de produto premium resultante, principalmente, da dificuldade que é fazer vinho. Marco Antonio Carbonari, Diretor de Marketing, da Associação Nacional dos Produtores de Vinhos de Inverno – Anprovin, aponta que a busca pela qualidade passou por desafios muito grandes, e que resultou na adoção da técnica de dupla poda que hoje produz alguns dos melhores vinhos brasileiros.


O momento geral no mercado é positivo e indica uma efervescência: Carlos Cabral, um dos maiores nomes do vinho nacional, destacou o bom trabalho que vem sendo feito pelos fornecedores em trazer mais variedade com preços competitivos para que o vinho entre no cotidiano das pessoas, embora as condições agora apontem para uma fragilização desse ganho devido ao aumento dos custos.


Entre o equilíbrio das perspectivas do mercado e a realidade do consumo dos dois produtos, a Cachaça and Wine Trade Fair faz com que a sua quinta edição traga de volta uma sensação de normalidade ainda parcial, mas que mostra que o trabalho é contínuo para os produtores, vendedores, importadores e comunicadores.

8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo