top of page
  • Foto do escritorGuto Martinez

O legado de Thera

Vinícola leva o legado do fundador através do trabalho de seus filhos na busca de fazer o melhor vinho catarinense


Vinícola vista do alto
Vinhas da vinícola Thera

A Vinícola Thera é um projeto que foi iniciado em 2004 por um grande empresário de cerâmicas, João Paulo Freitas, cujo objetivo era fazer o melhor vinho de Santa Catarina e cujo nome homenageia a mãe do fundador, Therezinha (por isso a pronúncia correta do nome é "Thêra"). Quando o projeto começou a dar resultados em 2015, seu proprietário veio a falecer, e a vinícola acabou sendo assumida por seus quatro filhos, que continuaram o trabalho e carregaram com louvor o legado de seu pai.

Produzidos no município de Bom Retiro (próxima a Urupema, São Joaquim), os vinhos são feitos a 900m de altitude, nas altas encostas catarinenses. A grande amplitude térmica que a altitude propicia acaba por favorecer o amadurecimento lento das uvas, o que se reflete em maior qualidade da produção das vinhas. Após a colheita, a vinificação não é feita ainda na propriedade, que não possui espaço para isso - o espaço ainda está em construção, acompanhando a expansão do projeto. Apesar das limitações, o complexo já conta com uma pequena pousada com 18 quartos, piscina e área de wellness para os visitantes.

A vinícola define seu perfil de vinhos como "elegante", com um uso bastante moderado de madeira e maior reflexo do que as uvas aportam, seguindo uma tendência que foca no que a fruta reflete em relação ao terror. A produção é relativamente reduzida, mas alcançou 70 mil garrafas/ano e já há novos vinhedos plantados aguardando a fase produtiva.

O foco em qualidade levou a vinícola a adotar videiras francesas e italianas, sendo que a Cabernet Sauvignon foi abdicada em favor de variedades que amadurecem antes, como a Cabernet Franc, além de Sauvignon Blanc, Chardonnay, Pinot Noir, Syrah, Merlot e Malbec.

Embora jovem, a vinícola já colhe bons resultados com pontuação excelente em diversas publicações - até mesmo a Decanter, de Londres, fez menção ao Sauvignon Blanc da Thera como bom exemplo dos novos brancos sul-americanos.

Uma vinícola nascida de um sonho, a Thera mostra domínio da sua região com uvas plenamente adaptadas em vinhos muito bem acabados e uma entrega completa à sua proposta de entregar elegância em cada rótulo.

Notas de Degustação


Thera Auguri Brut

Corte de 80/20 Chardonnay e Pinot Noir de pequena produção, é feito pelo método tradicional (Champenoise) com 18 meses de contato com as leveduras, o que dá maior estrutura, aroma e sabor. Com perlage muito fino e persistente, possui aromas de frutas brancas, panificação (brioche) com nota amanteigada. A boca é muito estruturada, gastronômica e untuosa, bastante moussant. Um espumante mais formal, feito para celebração!

Preço:

Thera Rosé

Feito com um corte de 65% Merlot, 25% Cabernet Franc e 10% Syrah, este vinho é um dos mais celebrados da vinícola (junto com o Sauvignon Blanc). Com coloração rosada pálida ligeiramente alaranjada (cor de "casca de cebola"), segue o método dos rosés da Provence com prensagem delicada. Os aromas são muito florais e frutados (morango, cítricos, pitanga), e a boca traz mineralidade com estes elementos de frutas também presentes, com persistência e boa acidez. Uma excelente surpresa na intensidade em boca!

Preço:

Madai 2020

Corte de quatro variedades francesas: 60% Merlot, 20% Cabernet Franc, 10% Malbec e 10% Syrah, traz todos os elementos de todas as uvas, com 12 meses de passagem em madeira para afinar todos eles. De coloração rubi com tons violáceos, traz aromas de curtas vermelhas frescas com notas de violeta, pimenta preta e um frescor herbáceo muito agradável. A boca é fresca, viva, gastronômica, com taninos bem marcados mas afinados, persistência e final ainda vibrante. Um vinho bastante didático, ele quase pede por um prato à base de carne!

Preço:

Malbec

Na verdade, este é um corte de 80% Malbec e 20% Merlot, traz uma proposta intermediária entre o Malbec argentino, potente e intenso, e o francês, mais frutado e fresco. Traz coloração violeta intensa, tem aromas de frutas negras e vermelhas frescas com alguma especiaria (baunilha, cravo) e pimenta preta, e na boca vem com frescor gastronômico, persistência e taninos muito refinados, e um final mais limpo. Uma ótima opção para quem busca um vinho mais delicado, mas ainda potente.

Preço:

Montepulciano 2020

Uma surpresa em termos de variedade, a Montepulciano traz um perfil bem distinto, com aromas de frutas vermelhas maduras (cereja) e aromas terciários já perceptíveis. Com boa acidez, o paladar traz equilíbrio e frescor, com taninos muito elegantes, ligeiro sucré e persistência média a elevada. Um vinho surpreendente, consegue trazer ótimos resultados com uma proposta de elegância

Os vinhos podem ser encontrados na Le Bon Vin (instagram: @lebonvin.br, loja boutique e winebar especializada em vinhos que seguem preceitos naturalistas, e que fica numa galeria na esquina das ruas Augusta e Luis Coelho, em São Paulo.

40 visualizações

Comentários


bottom of page