©2019 by Vinho e Gastronomia. Proudly created with Wix.com

  • Guto Martinez

Mantiqueira, o terroir da Casa Verrone

Vinícola paulista explora região conhecida como Sudeste


Muitos ainda colocam o Sudeste como uma região incapaz de produzir vinhos de qualidade, mas o esforço de diversos produtores começam a dar resultado. Um dos principais produtores, a Casa Verrone já começa a conquistar títulos que mostram a Mantiqueira como uma das maiores promessas no panorama vinícola de São Paulo e Minas Gerais.


O projeto começou com Márcio Verrone, um empresário do agronegócio cuja paixão pelo vinho começou numa garrafa azul, que o levou à busca por conhecimento. A produção vinícola hoje já entrega 50 mil garrafas anuais dos 300 hectares na região, que hoje é a que mais cresce no país, a 50 hectares por ano.


A região da Serra da Mantiqueira possui no solo uma particularidade que tornou viável a produção: uma camada de argila que impede que um excesso de umidade do subsolo suba para as raízes, que se desenvolvem em profundidade rica em quartzo, criando condições ideais para produzir vinhos de qualidade. O plantio de uvas na região dominada por café não é novidade: as primeiras mudas vieram com os imigrantes italianos que produziam principalmente com uvas americanas para consumo local.


A produção na região utiliza majoritariamente a técnica chamada de dupla poda para induzir a dormência das plantas e atrasar em alguns meses a produção de uvas, o que permite que elas cresçam no inverno, com taxas pluviométricas mais baixas, favorecendo a concentração de açúcar e melhorando a qualidade do vinho. Essa dormência, antes feita com aditivos, hoje acontece naturalmente numa demonstração de adaptação das uvas, conforme o enólogo chileno Cristián Sepúlveda.


A tecnologia, aliás, é um dos maiores aliados da produção de vinhos de qualidade: Álvaro Galvão, do site "Divino Guia" e uma das maiores autoridades do país no assunto, relatou que os vinhateiros da região trazem, além do conhecimento das dificuldades do setor, a confiança e a boa assessoria para garantir os resultados.


Com um bronze no Decanter World Wine Awards com o Syrah e o Sauvignon Blanc, ouro na Grande Prova Vinhos do Brasil, entre outros, a Casa Verrone possui uma história recente, mas pode já se orgulhar de fazer vinhos premiados. Sua trajetória de sucesso parece estar apenas começando.


Notas de Degustação


Casa Verrone Sauvignon Blanc

Coloração amarelo palha claro, com um ligeiro esverdeado. Aromas de frutas cítricas e amarelas frescos, muito agradáveis, que evoluem em taça para um abacaxi tostado. A boca tem acidez equilibrada, sabores límpidos e refrescância, com bom potencial gastronômico. O final é limpo, o que faz deste um bom aperitivo. Perfeitamente adequado para dias mais quentes.


Casa Verrone Speciale Syrah 2018

Com coloração rubi-violácea intensa e bastante tinta, traz aromas de frutas negras bem maduras, e tostados que lembram cacau e café, mineralidade. A boca traz bastante frescor com a acidez elevada, bom volume e estrutura, com taninos bem trabalhados, e final ainda frutado.


Cabernet Sauvignon / Franc Gran Speciale 2018

O corte 50/50 passa 100% por barricas francesas de primeiro uso. A coloração rubi já traz uma unha de envelhecimento. O nariz mostra frutos vermelhos e negros maduros, com frescor, e especiarias (anis, pimenta preta), com um fundo ligeiramente terroso. A boca traz equilíbrio, com estrutura, taninos bem marcados, frescor, mineralidade, ótima persistência. Um grande vinho, que se beneficiará muito do tempo.


Lançamentos


Casa Verrone Espumante Sauvignon Blanc Sur Lie

A coloração é amarelo-claro com ligeiros reflexos esverdeados, ligeiramente turvo devido à levedura. O perlage é inicialmente intenso, se tornando fino até ficar pouco percetível. Os aromas mesclam frutas brancas (peras, maçã verde) e notas de cereais, ligeira panificação, evoluindo para florais e mel. A boca mostra uma acidez muito intensa, fresca e vibrante, com persistência média a alta e final limpo. Um vinho bem particular, marcante mas ainda muito elegante.


Casa Verrone Colheita Especial Viognier

A coloração é amarelo-palha claro muito límpido e brilhante, também com os reflexos esverdeados. O nariz é exuberante, e traz mais intensas as sensações florais (jasmim), com frutas brancas em segundo plano, e uma nota suave de toffee. A boca traz um volume saboroso, e embora o álcool esteja ligeiramente predominante (típico da Viognier), a acidez garante o equilíbrio. Final saboroso, com a nota tostada ainda presente.


Os vinhos podem ser encontrados no site da loja Brindisi (brindisivinhos.com.br).

8 visualizações