• Guto Martinez

Nicolas Feuillatte, Champagne para todos

Vinícola do Ano de 2019 para a Révue du Vin de France mostra que qualidade e volume podem andar juntos


Uma cooperativa composta por 82 vinícolas em mais de 5 mil vinhedos que compreendem praticamente 7% da produção de Champage, localizados na região de Épernay: essa é a Nicolas Feuillatte, que coleciona boas notas em revistas especializadas por todo o mundo, e agora é a Vinícola do Ano da publicação "Revue du Vin de France".


Os números superlativos podem ser enganosos, ainda mais numa vinícola fundada em 1972 com 70 hectares por um francês que fez fortuna com café africano nos Estados Unidos, mas é o que permite que a vinícola tenha acesso a algumas das melhores parcelas da região. Ainda pouco conhecida no mercado brasileiro, é a terceira marca mais vendida no mundo e primeira na França, com 10,4 milhões de garrafas produzidas e exportadas a mais de 90 países.


Seu produto de entrada é o Nicolas Feuillatte Brut Blanc de Blancs, uma ótima opção de entrada com preço bastante competitivo para um Champagne, a menos de R$ 240. Com um frescor de frutas brancas e cítricos perceptível logo no aroma, o paladar apresenta boa acidez e muita elegância, com final agradável e grande potencial gastronômico, embora seja excelente como aperitivo também. Entre os prêmios recebidos, estão a Prata no International Wine & Spirit Competition 2012, o Bronze no International Wine Challenge do mesmo ano e o Ouro na Vinalies Internationales 2010, além de 92 pontos para a Wine Spectator, 90 para a Wine Enthusiast e 90 para James Suckling.


Outra opção é o Réserve Exclusive Rosé, considerada uma linha superior mas que é oferecida a preços ainda mais convidativo, abaixo de R$ 220. Trata-se de um vinho feito com 45% de Pinot Noir, 45% de Pinot Meunier e apenas 10% de Chardonnay, com delicados aromas de frutas vermelhas e negras (morango, mirtilo) complementadas por uma boca mais exuberante, refrescante e muito bem estruturada. O mais importante prêmio recebido aqui foram os 91 pontos da Wine Spectator, mas também recebeu medalha de prata no International Wine & Spirit Competition de 2017, além de 3 estrelas no Guia do Champagne de Gerhard Eichelman, uma das mais respeitadas publicações do setor.


Embora jovem, Nicolas Feuillatte é um produtor em ascenção, tendo adquirido da Freixenet em julho de 2019 a histórica casa de Henri Abdelé de Reims, que possui túneis de maturação em paredes de giz e que permanecerá como uma marca distinta, a primeira experiência do tipo para o conglomerado. A marca tem entre seus clientes o Palácio Elisée e o Senado Francês, e agora se prepara para ser apresentada para o resto do mundo. Certamente, as referências já são suficientes para este ser mais um caso de sucesso da cooperativa.



O Espace Nicolas Feuillatte, em Chouilly

5 visualizações

©2019 by Vinho e Gastronomia. Proudly created with Wix.com