©2019 by Vinho e Gastronomia. Proudly created with Wix.com

  • Guto Martinez

Viña Garcés Silva

Atualizado: 21 de Jan de 2019

Vinhedos com vista para o Pacífico

Localizada em uma das regiões mais frias do Chile, a Viña Garcés Silva Family Vineyards iniciou, em 1999, um projeto inovador e ambicioso: plantar vinhas de Sauvignon Blanc e Pinot Noir no Vale do Leyda, uma das regiões mais frias do Chile, e em terrenos com uma característica até então única para os vinhedos da região, a vista para o mar. A aposta se mostrou correta, e hoje a qualidade dos vinhos é a prova da qualidade que a vinícola tanto busca.


A vinícola tem 180 hectares, mas apenas 30 deles são dedicados a dois rótulos próprios, ambos com inspiração náutica: Amayna, a linha superior de vinhos, busca a elegância, complexidade e concentração de sabores que o solo granítico proporciona, aliado à brisa marítima que reduz a temperatura do solo durante a noite; e Boya, uma linha de vinhos mais frescos e frutados, resultado de uma maturação mais lenta das uvas.


A vinícola tem despertado o interesse de especialistas do mundo todo, dado o seu caráter inovador e, claro, resultados excelentes. Jancis Robinson provou os vinhos em 2015, e atribuiu 17 pontos (de 20) ao Sauvignon Blanc Barrel Fermented, além de 16.5 ao Sauvignon Blanc 2014, destacando seu caráter internacional. O Syrah da linha Amayna também já mereceu o ouro da Decanter Magazine, e James Suckling atribuiu ao mesmo vinho 96 pontos, além de outros rótulos que ganharam mais de 90 pontos para o especialista.


Em degustação organizada em São Paulo, a proprietária da vinícola, Maria Paz Garcés Silva, apresentou alguns dos seus vinhos em jantar harmonizado, no qual ficou destacado o grande potencial de ambos os rótulos para o nosso país. Do frescor do Rosé e do Sauvignon Blanc à versatilidade e potencial gastronômico do Sauvignon Blanc barricado e dos tintos intensos e elegantes. Transpareceu o orgulho da produtora com seus rótulos, interessada na opinião dos jornalistas sobre cada vinho, ao que era respondida sempre com elogios.

A inovação e qualidade já são marcas da Viña Garcés Silva, produtor que levou o potencial de vinícolas do Vale de Leyda, à beira do Pacífico, às taças de todo mundo.




Notas de Degustação


Boya Rosé 2016

Fresco, mineral e cítrico, leva 93% Pinot Noir e 7% Garnacha. Muito agradável para aperitivo.

Preço: US$ 32.50


Amayna Sauvignon Blanc 2017

Nariz com frutas tropicais e cítricas maduras com notas vegetais suaves. A boca traz untuosidade e frescor, ótimo para acompanhar frutos do mar. Muito correto e saboroso.

Preço: US$ 44.90


Boya Chardonnay 2015

Um vinho sem madeira que preza pelo frescor da uva, se mostra distinto e elegante, com aromas de frutas brancas e um "crisp" mineral muito marcante. A boca é volumosa e estruturada, com boa acidez.

Preço: US$ 32.50


Amayna Sauvignon Blanc Barrel Fermented 2011

Um delicioso Sauvignon Blanc evoluído por 12 a 13 meses em carvalho novo, com aromas de frutas amarelas maduras, caramelo, baunilha, casca de laranja, quase lembra um cognac. A boca mostra a mesma evolução, mas ainda cheia de acidez e untuosidade. Bom potencial de envelhecimento e harmonização garantida com pratos à base de camarão apimentado, ou lagosta.

Preço: US$ 69.90


Amayna Pinot Noir 2015

O nariz traz frutas vermelhas e negraa frescas com mineralidade que lembra xisto molhado. Feito com maceração a frio, passa por 1 ano em barricas de primeiro e segundo uso para adquirir uma textura aveludada, ainda fresca e marcante. Delicioso final de boca.

Preço: US$ 64.90


Boya Syrah 2014

Aromas de cereja, eucalipto e azeitonas. Boca elegante, sem extravagâncias, muito equilibrado e gastronômico.

Preço: US$ 32.50


Importação e vendas pela Mistral (www.mistral.com.br).

#vinhoegastronomia #wine #vinho #wineporn #sauvblanc #pinotnoir

2 visualizações