top of page
  • Foto do escritorGuto Martinez

Importadora Premium faz 25 anos e promove evento em São Paulo

A PREM1UM WINES, importadora de vinhos de origem mineira, faz evento para consumidores finais em São Paulo, para celebrar seus 25 anos.


Em formato "feirinha", o evento reúne 14 produtores, de diversos países e regiões, de seu portfólio. Na ocasião poderão ser degustados mais de cem rótulos, incluindo alguns lançamentos.


A PREM1UM WINES, de propriedade de Orlando Rodrigues e dos filhos Augusto e Arthur, tornou-se uma referência em vinhos da Nova Zelândia, tendo sido a pioneira a trazer esses produtos em volumes significativos para o Brasil.


Orlando, Augusto e Arthur Rodrigues

Atualmente, a importadora traz vinhos de 101 produtores de 10 países: Alemanha, Espanha, França, Itália, Grécia, Portugal, Argentina, Chile, Uruguai e Nova Zelândia, que teve uma redução na participação do portfólio, que continua incluindo algumas das principais vinícolas do país, como a Rippon e a Ata Rangi.


Para celebrar o aniversário, da PREM1UM WINES, também haverá uma programação em Belo Horizonte, onde está localizada a sede da empresa.


Os lançamentos que serão apresentados na feira incluem:


Do Piemonte, os vinhos da Brezza, produtor de Barolo que prima pela elegância e respeito pelos métodos tradicionais. Da Sicília, os excepcionais vinhos da Monteleone, da região do Etna.


De Portugal, os alentejanos Perescuma, produzidos no projeto próprio do premiado enólogo Manuel Lobo de Vasconcellos, e os vinhos da Quinta da Perdonda, projeto pessoal do Paulo Nunes (Casa da Passarella), implantado nas encostas da Serra da Estrela, em 3 hectares de vinhas de 1948.



Durante esses anos, a Premium manteve o mesmo espírito de trazer vinhos de pequenos produtores, que tenham foco em qualidade, elegância e respeito pelo seu terroir de origem.


Além disso, a importadora reafirma o seu compromisso com a sociedade, através da geração própria de energia, participação em programas de reciclagem de resíduos, manutenção da sede, tombada pelo Patrimônio Histórico, e pelo total comprometimento com o cumprimento da legislação fiscal brasileira, reconhecido pela Receita Federal com a certificação como empresa OEA (Operador Econômico Autorizado).


Serviço:

Quando: 02 de maio, das 18 às 21h Onde: Janela- Rua Mateus Grou, 458 Pinheiros - São Paulo

Vagas: 100


Abaixo, relação das vinícolas participantes da feira:


FRANÇA


Domaine Jean Collet et Fils – Chablis, Borgonha – Orgânico

O enólogo Romain Collet, quarta geração da família, comanda hoje a produção da vinícola, fundada em 1952. Os vinhos são produzidos com intervenções mínimas, com o uso de ânforas e ovos de concreto para algumas cuvées. Esse domaine está destacado no guia Hugh Johnson 2024, além de ter uma estrela no guia da Revue du Vin de France 2024.


Romain Collet



ITÁLIA


Brezza – Piemonte – Orgânico – Novidade


Desde 1885 a família Brezza conduz a vinícola, comandada hoje por Enzo Brezza, da quarta geração. Vários de seus Barolos já receberam o “Tre Bicchieri” do Gambero Rosso. No guia Hugh Johnson 2024, a Brezza é indicada “para os que amam Barolos tradicionais”, além de ser citada entre os melhores produtores de Barbera d’Alba e Nebbiolo d’Alba. Segundo a Decanter, o Sarmassa 2019 (97 pontos) é “um dos Barolos mais elegantes da safra, senão o mais elegante”.


Enzo Brezza


Colutta – Friuli


Fundada em 1939, é comandada por Giorgio Colutta, terceira geração da família. A maior parte dos vinhedos se encontra na privilegiada região de Friuli Colli Orientali, onde é adotada a agricultura sustentável. São produzidos brancos (Pinot Grigio, Friulano, Sauvignon e Ribolla Gialla) frescos e de boa estrutura, além de um tinto com a pouco conhecida.


Refosco dal Peduncolo Rosso. Paololeo – Puglia


Em 1989, Paolo Leo fundou a vinícola em San Donaci, no coração da DOC Salice Salentino, valorizando as uvas autóctones, como Negroamaro e Primitivo. Em 2020, foi inaugurada a segunda adega, em Monteparano, na DOC Primitivo di Manduria. Alguns de seus vinhos, como o Passo del Cardinale e o Orfeo Negroamaro, obtiveram várias vezes o “Tre Bicchieri” do Gambero Rosso. Marco Marazita, Gerente de Exportações, representa a vinícola.


Monteleone – Etna, Sicília – Novidade


O projeto teve início em julho de 2017, com Giulia Monteleone, jornalista de gastronomia e vinhos, seu pai, Enrico, e o enólogo Benedetto Alessandro, marido de Giulia. Segundo a Wine Advocate (Robert Parker), os vinhos da Monteleone mostram elegância e charme enormes, além de evocarem os arredores extremos do vulcão. Mesmo sendo uma vinícola  jovem, quatro de seus vinhos já receberam o “Tre Bicchieri” do Gambero Rosso. Giorgio Flessati representa a vinícola.


Tiberini – Montepulciano, Toscana – Orgânico

Há sete gerações a família Tiberini produz vinhos em Podere Le Caggiole, considerada uma das áreas mais nobres para a elaboração do Vino Nobile di Montepulciano. Hoje, estão à frente da vinícola os irmãos Luca (e seu filho Niccolò) e Fabio Tiberini, que seguem a filosofia da família na produção de vinhos de estilo tradicional. São vinhos muito prazerosos e gastronômicos.


ALEMANHA


Koehler-Ruprecht – Pfalz


Uma das mais antigas e renomadas vinícolas da região de Pfalz, a Koehler-Ruprecht foi adquirida em 2009 pela família americana Sauvage, proprietária da neozelandesa Burn Cottage. Desde 2011, Dominik Sona é o diretor da vinícola, acompanhando de perto todo o processo de produção. Além dos brancos, destaque para o Pinot Noir (Spätburgunder) de grande elegância.



ESPANHA


Altavins – Terra Alta, Catalunha


O enólogo Joan Arrufí criou a Altavins em 2001, na DO Terra Alta, na

Catalunha, onde produz vinhos excelentes, com a mínima intervenção, principalmente com as uvas Garnacha Blanca, Garnacha Negra e Cariñena de vinhas velhas. São vinhos que mostram o potencial da fruta combinado com a sutileza e a elegância da madeira. Vinhos muito prazerosos e gastronômicos.


PORTUGAL


Lobo de Vasconcelos Wines – Alentejo – Novidade



Manuel Lobo de Vasconcelos


Projeto do enólogo Manuel Lobo de Vasconcellos, que tem uma carreira de sucesso no Douro, a vinícola foi criada a partir de vinhedos da família no Alentejo. Eleito o “Enólogo do Ano de 2020” pela revista Grandes Escolhas, de Portugal, Manuel Lobo expressa os diferentes terroirs nos vinhos que produz, buscando potencializar o frescor e a elegância. Serão lançados durante a feira os vinhos de entrada da vinícola, Perescuma Branco e Tinto.

Casa da Passarella/Somontes e Villa Oliveira – Dão.


Desde 2008, o premiado enólogo Paulo Nunes comanda a produção das três linhas: Somontes, para o dia a dia; Casa da Passarella, com vinhos de autor; e Villa Oliveira, produzido somente em safras excepcionais.


Eleito “Enólogo do Ano” em 2020 pela Revista de Vinhos, de Portugal,

Paulo Nunes recebeu cinco medalhas de ouro no concurso de Vinhos de Portugal 2023, promovido pela Wines of Portugal, por vinhos produzidos em diferentes regiões, sendo duas delas para o Villa Oliveira.


Quinta da Perdonda – Dão – Novidade


Projeto pessoal do enólogo Paulo Nunes (Casa da Passarella), que teve início em 2017, a Quinta da Perdonda (“lugar da pedra redonda”) é formada por 3 ha de vinhas que foram plantadas em 1948, na encosta da Serra da Estrela. Em sua primeira safra, o Quinta da Perdonda Dão DOC 1° Talhão (1948) 2018 ocupou o quinto lugar na top ten list da Essência do Vinho, de Portugal (Revista de Vinhos), com os melhores de 2023, além de obter o prêmio de Excelência da mesma publicação.


URUGUAI


De Lucca Wines – Canelones


Filha do renomado produtor Reinaldo De Lucca, Agostina De Lucca está há alguns anos envolvida na produção dos vinhos, que se destacam pela elegância e originalidade. Os Tannats são um sucesso e o Merlot é delicioso. O Río Colorado, um corte de Cabernet Sauvignon, Tannat e Merlot no estilo do Velho Mundo, é considerado um dos melhores tintos do país. Vinhos como o Tano Tannat Natural e o Naranja Marsanne mostram o estilo da nova geração.


CHILE


Fox Wines/Quereu – Vale Central


Com mais de 20 anos de experiência no mercado de vinhos, o engenheiro agrônomo Sergio Reyes, que irá participar da feira, e o empresário Raúl Beckdorf criaram a Fox Wines em 2013, no Vale Central. Entre as linhas do portfólio da empresa está a Quereu, nome de um pássaro chileno na língua mapuche, que estampa os rótulos. Os vinhos oferecem excelente relação custo/qualidade.


Viña Falernia – Vale do Elqui


Giorgio Flessati, enólogo e produtor que estará na feira, fundou a vinícola com seu primo, Aldo Olivier, em 1998, no Vale do Elqui. Seus Syrahs, ao estilo do Rhône, são famosos e os Carménères são best-sellers, além do elegante Pinot Noir. Os brancos são excelentes, com destaque para o Pedro Ximénez, seco, mineral e com bastante frescor. Duas estrelas no guia Hugh Johnson 2024.


ARGENTINA


Gen del Alma – Gualtallary, Mendoza


Vinhos de alta qualidade, com intervenções mínimas. Os vinhedos encontram-se em Gualtallary, no vale do Uco, região cada vez mais valorizada. No Decanter World Wine Awards 2023, o Seminare Malbec 2020 recebeu medalha de platina, com 97 pontos, e o JiJiJi Malbec Pinot 2022 obteve 94 pontos. Representando a vinícola, Matias Prezioso, Gerente de Exportações.

25 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page