©2019 by Vinho e Gastronomia. Proudly created with Wix.com

  • Guto Martinez

Qual a temperatura para servir vinho?

Excesso de frio ou calor muda percepção e experiência de beber


Imagine uma garrafa de vinho sendo servida à beira da piscina num dia de muito calor. Agora, imagine essa mesma garrafa aberta à beira de uma mesa onde se come um fondue de queijo. Situações distintas, mas que podem ter muito em comum: a temperatura ideal para aproveitar o vinho é a mesma - o que vai exigir um conhecimento de quem serve para garantir a melhor experiência a cada gole.


O primeiro passo que se deve ter em mente é a temperatura ideal recomendada para aquele vinho, que é algo comumente associado à uva do qual ele é feito. A indicação geral é de que vinhos brancos e de menos corpo sejam servidos a temperaturas mais baixas, a partir dos 8°C até os 13°C, e os tintos mais encorpados, à chamada "temperatura ambiente", limitada aos 18°C. Espumantes brancos são servidos ainda mais frios, de 6°C a 10°C.


Claro, dentro deste espectro de temperaturas, encaixar a imensa variedade de uvas nas nuances que cada terroir confere é uma tarefa muito difícil, portanto essa orientação deve servir de guia.


Um guia rápido para as principais variedades foi elaborado pela Decanter, uma das mais famosas publicações do mundo do vinho:


Espumantes, brancos de corpo mais leve e brancos encorpados

Dos tintos mais leves aos mais encorpados

(Fonte: Decanter Magazine)


Em locais de clima mais quente, onde a temperatura ambiente normalmente supera os 25°C, o desafio é outro: como gelar o vinho rapidamente, e mantê-lo na temperatura o maior tempo possível?


A primeira opção é manter um cacho de uvas congelado e colocar duas na taça ao servir o vinho. As uvas vão ajudar a manter a temperatura do vinho sem degelar, como um cubo de gelo, o que evita deixar o vinho aguado.


Outra opção é colocar o vinho num balde com gelo e água salgada, o que permite que a água em contato com a garrafa fique a uma temperatura mais baixa que 0°C, fazendo com que a bebida alcance a temperatura ideal mais rapidamente. Mas cuidado: um vinho gelado demais acaba perdendo grande parte das suas características.


Também é possível colocar guardanapos úmidos na garrafa antes de colocá-la no congelador ou freezer, o que ajuda a acelerar o processo de refrigeração. Essa dica é muito conhecida dos amantes de cervejas, e realmente funciona!


Um ponto que sempre temos que considerar é que a temperatura de serviço permite apreciar os elementos do vinho da melhor forma, pois um vinho muito gelado esconde algumas de suas melhores características, e o excesso de calor torna o álcool predominante. Então, antes de mais nada, prepare o serviço antes dos convidados chegarem e garanta o melhor de cada gole!

5 visualizações